google-site-verification: google5518efc0d93fea89.html
https://www.blogger.com/blogger.g?blogID=193955005097401183#pageelements

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Crenças



Há quem acredite em nada. Há quem acredite que não existe nada, nenhum Deus. Outro dia ouvi, acho que foi Paulo Coelho, que a pessoa que tem mais fé é justamente aquela que se diz "ateu". E realmente: haja fé para acreditar que não existe nada além.


Eu respeito todas. Todas as crenças, todas as religiões. Acho que qualquer mestre ascencionado que faça você sentir-se bem é válido e absolutamente real.


Se a pessoa acredita em Buda ou Jesus ou Saint Germain ou Mago Merlin, não importa. O que importa além dos deuses e deusas é justamente a fé. A fé na vida e na humanidade. A fé pela Paz no mundo e principalmente, como um grande começo, a paz interior.


A evolução da espécie é inquestionável. O homem macaco já não existe mais, porém, antagonicamente, os homens ou estão se humanizando a cada dia, ou estão se animalizando mais e mais com guerras e violências sem nexo.


Acredito sim na paz.


E acredito em tudo o que tem no meu altar: Jesus, meu mago, minhas flores, os cheiros e os cristais. Não importa o que eu creia, mas sim para onde vou.


E hoje quero ir construindo o mundo melhor, a cada dia. Ideologia: eu quero uma pra viver, já dizia o sábio Cazuza.


Santo? Nem tanto. Mas lembrado até os dias de hoje por fazer de sua doença um grito de alerta para a humanidade, principalmente nacional.


Agora sabemos que os hemisférios esquerdo e direito têm que preferencialmente ter o mesmo sentido nos cérebros de nossas vidas. E isto é fé. Isto é Deus. Isto é o que se desejar, contanto que seja para o bem.


Há quem faça o mal? Infelizmente a balança está desbalanceada, mas há quem faça o bem. E como há.


Hoje estou feliz. E perguntam-me os amigos como posso? Apesar da doença e das consequências dela. Estou feliz mesmo.


E o ser humano é assim. Agradece-se por estar feliz. E no dia seguinte a gente recomeça. Com anseios, alegrias, tristezas e expectativas.


As minhas vão crescendo mais e mais.


E quero realmente que elas cresçam. Vou dormir agora. Meditar um pouco antes.


Outro caminho, aliás, de encontrar com os meus deuses e minhas crenças.


Enfim... cada um tem a sua.